Maria Capaz 



“Maria Capaz é uma plataforma de ideias, um espaço de afirmação da mulher e de discussão da condição feminina.Maria Capaz de Tudo” 

É assim que o projeto se descreve. O projeto que Rita Ferro Rodrigues e Iva Domingo criaram é de que nós fizeram ter curiosidade durante meses. Todos do dias em mariacapaz.pt estão histórias sobre tudo, discursos emocionantes,  dicas de mulheres como nós! Algumas mães, outras solteiras, jovens, pessoas de maior idade. Todas elas contavas as suas histórias, narram coisas que acham que os outros também devem saber. A ideia do projeto é simplesmente que as mulheres são capazes!capaz de tudos, e são muito fortes. Porque somos mesmo. Nenhum ser é tão capaz como a mulher, que ainda assim é tantas vezes discriminada, rebaijada e a quem não dão o devido valor. Entendam que uma mulher não deve ser julgada por todos os seus atos. Podemos fazer o que queremos como os homens, mandar como os homens, ter uma linguagem comum e correr sem sermos intituladas de malcriadas. Ter amigos que não são só raparigas. Vestido-nos e usarmos o cabelo como queremos. Podemos ter um cargo superior numa empresa. Podemos não estar sempre a cozinhar ou arrumar a casa. Podemos querer ter tempo só para nos.

Aqui são também contadas as histórias de caras que tão bem conhecemos, entrevistas marcantes. 





Já vi as entrevistas todas, e vejo sempre que há uma nova. Mas estás foram as minhas preferidas. Porque ? 

A da Jessica Athayde porque me sensibilizou a forma como admitiu o seu descontrolo com o corpo que já teve, os medos que tinha e nunca pensei que já tivesse vivido assim. A da Fernanda porque a admiro muito, também já li o livro e acho que a vida e fez ser uma mulher forte como devíamos ser todas. A da blaya porque adoro tudo nela: o esforço, a voz, a dança, a fronatlidade, o desinteresse pelo que os outros pensam e acima de tudo o não ter MEDO do que os outros pensam. A da Maria é porque a acho uma pessoa adorável, e já achava dela tudo aquilo que se fala nesta entrevista, uma pessoa tradicional, mas sempre correta!

Podem ver as playlists de famosos! Olhem só a da blaya, ela é mesmo boa onda: 



 

Este é o aspeto que vão encontrar ao entrarem em www.mariacapaz.pt 



Agra para terminar aqui fica um dos meus posts favoritos. Escrito pela Iva Rodrigues sobre os comentários que ouve sobre o seu romance com Angelo Rodrigues. Vale mesmo a pena ler e não olhem ao tamanho ! 

“– Não tens vergonha?

– És velha e feia.

– Olha a mãezinha dele!

– Coitada, vais levar com um grande par de cornos.

– Andas a desmamar meninos.

Dias, semanas, meses. Li, engoli, digeri pérolas como estas, em comentários e mensagens no meu Facebook, quando comecei a namorar com o Ângelo, 11 anos mais novo que eu. Muitos dos que, levianamente, dizem “ Je suis Charlie”, são os mesmos que se refugiam atrás de um computador, e se transformam em gangsters das teclas. A partir daí é a lixeira humana, a céu aberto, no seu esplendor. Não vamos ser hipócritas, se fôssemos um casal em que era ele a ter mais 11 anos do que eu, estava tudo certo.

Mulher está sempre entalada. Se é mais velha, já perceberam. Se é muito mais nova, então está por interesse, é uma oportunista e quer ou o dinheiro ou a influência que ele possa ter.

Não há pachorra.

Quando a mulher dependia do marido, financeiramente falando, não faltavam argumentos para a manter quieta, calada, sem vontade nem coragem de ir à procura da felicidade. Se ela fosse mais velha, dizia-se que o marido rapidamente perderia o interesse, ela seria abandonada e trocada por outra mais nova. Muitas, assustadas, nem ousavam arriscar e fugir ao padrão imposto. Aguentavam, passivamente e esperavam a velhice, derrotadas.

Recuso ser uma dessas mulheres.

Sei que pensar e viver de forma diferente do que está instituído causa nos outros confusão, alguma ansiedade e até medo. O novo assusta.

Tenho feito o meu caminho. Sou bem resolvida em relação à minha idade, ao meu valor como mulher e, sobretudo, ao meu amor. As bocas que ouvi na rua ou li na internet não beliscaram, nem um pouco, a minha relação. Fortaleceram-na. Acho que os venci pelo cansaço. Há algum tempo que já não recebo mensagens a destilar maldade. Agora, quando faço uma declaração pública da minha paixão, sou acarinhada e até invejada, no bom sentido.

Sei que as grandes histórias de amor não estão no cinema. Andam soltas por aí. Acontecem-nos todos os dias. Derrubam barreiras, calam preconceitos e são protagonistas de grandes mudanças na vida de mulheres e homens.

Sou pelo Amor. Acredito que é ele que nos salva.

Sempre.”

Termino assim. Façam like na Maria capaz no facebook para verem os posts novos que encontram no site,me outras novidades sobre Nos. Mulheres. O ser mais forte que pode haver.

Porque todas nós somos MARIAS CAPAZES. 

Andreia Silva 


Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s